Chamado Mayra Moraes

E agora?

17:19:00Vinicius Castro


Quando a gente para de se preocupar?!?!?! 
Se criança, é porque fiz algo que não deveria e não quero levar bronca.
Se adolescente, quando vou deixar de ter espinhas. 

 Na minha adolescência, ficava ansiosa até por vencer as barreiras da censura etária do cinema. Quem pode me culpar? Fiquei traumatizada ao ser barrada na fila do filme "A Paixão de Cristo"!!! Muito nova para ver o quanto Jesus me ama, AFFF...


Mas a adolescência passa, as espinhas... Nem sempre...
Agora é a vez da maioridade.
Agora não são broncas, espinhas ou censura traumática. Agora é a vida!!
As preocupações em relação ao futuro são constantes,
 constantes, constantes, constantes, constantes...
O que fazer da vida? Faculdade? Cursos? Trabalho? Relacionamentos?

 As pessoas perguntam por se interessarem em te ouvir, por se preocuparem conosco, mas a ansiedade nos faz entender como julgamentos ou uma cobrança paterna...
Amigos, nosso único consolo em meio às preocupações é Jesus, O SUPREMO EXEMPLO!!!!

 TATARARAM (TRILHA SONORA DE SUPER HERÓI, Ele merece)

Ele nos ensinou que preocupação não traz conquista nem supre necessidade. Deus está a nos proteger em todo tempo, se n'Ele confiarmos. Aquele que se entrega a ansiedade é paralisado pela dúvida e pelo medo, mas “Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de moderação.” (2 Timóteo 1:7).
O mesmo Deus que nos conservou em vida até agora, guiará as nossas vidas até o cumprimento de Seus propósitos para nós.
Veja por esse lado: de milhões de espermatozoides, você venceu a corrida... Deus realmente devia querer você neste mundo, sabe... A verdade é que a preocupação com o futuro é eterna, mas aquele que confia em Deus lança sobre Ele as suas preocupações.

Arrume uma Bíblia e leia Lucas 12:22-31 

 Quanto menos tempo perdermos com a ansiedade sobre nossa própria vida, mais tempo teremos para prestar atenção no que realmente importa: o Reino de Deus e as vidas que ainda não sabem o quanto é bom ter Jesus como amigo.

Mayra Moraes

Você também vai gostar de:

0 comentários

Fala pra nós o que você achou!

Formulário de contato